Na estação mais quente do ano, levantamos os problemas que estão no topo da lista com o seu bichinho de estimação como dermatites, desidratação, queimaduras nas patas, desconforto 

gastrointestinal e choque térmico. Preparamos um post especial de cuidados que podem prevenir todo esse desconforto e garantir férias mais tranquilas e sem emergências veterinárias.

  1. Água, sempre!  Como nós, os bichinhos precisam de água para viver. De preferência, no verão, é preciso que a vasilha de água esteja sempre cheia e limpa. 
  2. Cuidado com os horários dos passeios. É super importante que os cães saiam de casa nos horários mais frescos (antes das 10 da manhã e depois das 17 horas), para assim não estarem expostos à radiação, cansarem, e não queimarem as suas patas no solo quente. E não se esqueça: se seu bichinho tiver focinho rosado, ele precisa de protetor solar, então consulte um veterinário de sua confiança e cuidado redobrado ao sair de casa.
  3. Mais conforto, por favor. É importante verificar se o pet está confortável: em um lugar amplo, com boa ventilação e arejado. Se for possível, deixe o ar condicionado ou o ventilador ligado para ele descansar. Outra boa opção é aumentar a frequência de banhos para deixar o seu melhor amigo sempre fresquinho e ao fazer pausas nos exercícios e brincadeiras oferecer muita água.

A veterinária Carolina Vital, da Clínica Animal Help em Campinas, ressalta que algumas raças precisam de mais atenção ao tomar banho com muita frequência “temos que tomar cuidado com a água nos ouvidos, de secar bem as orelhas, os focinhos e as dobrinhas dos cachorros para evitar as dermatites. O excesso de shampoo também pode irritar ou ressecar a pele dos animais”.

  1. Alimentação balanceada. Fique sempre atento para não oferecer guloseimas ao seu animal de estimação. Uma alimentação desequilibrada pode causar desconfortos gastrointestinais, além de vômitos e diarreia.
  1. Medicamentos preventivos. Nessa época quente e úmida é bom verificar com o veterinário se o animal está com a vacinação e vermifugação em dia já que as pulgas e carrapatos são muito mais comuns.
  2. Sinais de alerta. Podemos verificar que algo não está bem quando os gatos ficam com a boca aberta por muito tempo, demostram fraqueza excessiva, ficam com a respiração ofegante ou ficam se lambendo toda hora para tentar se refrescar. Já os cães, além de ficar com a respiração cansada e ofegante, podem ter quadros de diarreia e vômitos.
  3. Cuidados extras com pets idosos, com sobrepeso, problemas cardíacos ou respiratórios. Segundo Carol Vital, “esses pets precisam de muita atenção e total cuidado, então manter o ar condicionado ou ventilador ligado é uma ótima opção, além de manter a pelagem sempre curta, oferecer muita água, e tomar cuidado para caso viajarem, os pets não estranharem o ambiente e ficar sem se alimentar”.

Garanta que o verão seja uma época agradável para toda a família, e se tiver qualquer dúvida não hesite em procurar ajuda veterinária para o seu bichinho de estimação. 

Parceiro – Clube Mulherices

Clínica Animal Help – Campinas
Carolina Vital
Veterinária – CRMV 18789
Av. Dr. Moraes Sales, 2314 – Nova Campinas
(19) 3253-2400

Confira as vantagens oferecidas